31 julho 2009

Dia do Orgasmo



Hoje, 31 de julho, é o Dia Mundial do Orgasmo portanto, divirtam-se, e aproveitem para gozar bastante. Afinal, mesmo não sendo exatamente o Dia Mundial do Orgasmo, qualquer data é uma boa ocasião!

30 julho 2009

Reportagem 14

Falsos namorados que transformam você numa atriz de filme pornô

Alerta vermelho: o homem que você acabou de conhecer talvez esteja na gangue dos que andam filmando mulheres durante a transa. E o pior: esse clube de cafajestes não para de crescer.


Sim, é repugnante. Você acha que encontrou um cara bacana e o tal grava os momentos mágicos que passaram juntos e exibe sem pudor sua intimidade aos amigos. Pior: qualquer mulher solteira corre o risco de topar com um fulano assim... O que fazer?

Pedimos a uma psicóloga que explicasse o que move um cafajeste desses (e inclusive ouvimos um), mostramos a dimensão que um vídeo clandestino pode ganhar na internet, indicamos as atitudes espertas para jamais cair em roubada igual. Além disso, um delegado e um advogado contam quais providências tomar se você for vítima.

Diretor de filme pornô em pele de príncipe encantado

Você, tanto quanto nós, deve perguntar: por que aparentemente bons partidos agem dessa forma? "Vangloriar-se das experiências sexuais é um comportamento masculino antigo", analisa Rosa Avello, psicoterapeuta com especialização em sexualidade humana pelo Instituto Sedes Sapientiae. "Faz parte da necessidade de autoafirmação do adolescente.

Adolescente, sim. Embora a idade dos rapazes não permita classificá-los como tal, essa fase tem, nas últimas décadas, se prolongado até perto dos 30 anos. O que chama a atenção é o fato de se empenharem em produzir uma 'prova' que ateste a veracidade da bravata." Não basta insinuar "Sou bom de cama", é preciso mostrar.

Na opinião da expert, esse comportamento também reflete a atitude individualista recorrente hoje, a dificuldade de estabelecer relacionamentos éticos, o exibicionismo tão enaltecido e estimulado pelos reality shows.

É, o rapaz quer ficar famoso... e extrapola. "Essa postura, a meu ver, tem tudo a ver com a cultura corporativa atual, que vem determinando os padrões de conduta", opina Rosa. "Pense comigo: passamos mais da metade do dia no trabalho, onde o cenário é ultracompetitivo e o que tem valor é o lucro e a liderança.

Ganha pontos quem produz resultados que podem ser repetidos, avaliados e comparados", fala a psicoterapeuta, lembrando que esses rapazes certamente buscam, com a tecnologia, submeter seus feitos à aprovação dos outros! Rosa continua: "E, quanto mais ousada for a experiência sexual gravada ou fotografada, mais valor tem no 'mercado', porque evidencia a destreza e o domínio do autor nos 'negócios da cama'".

O pior é que eles encaram a iniciativa de filmar e fotografar cenas tão íntimas, sem o consentimento da outra parte, como "brincadeira". Eduardo, 27 anos, confessa que já cansou de ter transas pós-balada filmadas por amigos. "A intenção era assistir e dar risada.

Depois a gente apagava, pois perdia a graça. A maioria dos caras que eu conheço já fez isso. E muitas vezes as garotas sacavam, mas nunca fizeram nada", conta. Eduardo só se arrependeu da "brincadeira" no dia em que um colega perdeu uma gravação dele recebendo sexo oral de uma garota. "Pode ser que hoje eu seja astro pornô e nem saiba", fala, meio bravo. Trocando em miúdos, quando a pimenta era nos olhos das moças, ele não se incomodava. Mas quando caiu nos dele...

Orgasmo online para quem quiser assistir

Se ter momentos íntimos gravados sem o consentimento da garota e exibidos em petit comitê já é suficientemente humilhante, imagine se o vídeo cai na internet! Em 2005, uma mãe carioca denunciou ao Ministério Público que sua filha, menor, sofreu esse tipo de exposição na internet.

A notícia foi parar na tevê, e o "vídeo do Klaus" ganhou notoriedade mundial. No filme, um garoto aparece no quarto do primo transando com a menina e acenando para a câmera. O vídeo vazou depois que algum amigo o disponibilizou na rede.

O que aconteceu com ela? Mudou de cidade para fugir do constrangimento. A BBB9 Maíra Cardi também evita comentar o auê criado por causa de imagens gravadas de celular no passado, em que ela fazia sexo oral no ex-marido (seu noivo na época).

Ela conta que o aparelho foi roubado e o arquivo, divulgado via e-mail. No vídeo, a fonoaudióloga olha para a câmera e diz: "O que você está fazendo? Você não está filmando não, né?"

"Esse comportamento masculino de divulgar cenas de sexo existe há tempos", diz o delegado José Mariano de Araújo Filho, da Delegacia de Delitos por Meio Eletrônico de São Paulo. "No entanto, a sensação de anonimato que a internet cria potencializa a possibilidade de acontecer." Antes, era preciso revelar as fotos, fazer cópias e distribuí-las.

Hoje, a informação dá a volta ao mundo em minutos! Existem até sites em que é permitido postar vídeos de sexo explícito - os famosos PornTube.com e YouPorn. Especialistas acreditam que não sejam poucas as "estrelas pornôs" amadoras a cair ali sem saber.

Segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança de São Paulo, de mil inquéritos relacionados a crimes virtuais em andamento em 2007, 60% tratava-se de crimes contra a honra - como muitas vezes é classificada a divulgação sem consentimento de imagens íntimas.

Luz, câmera, punição

Não custa repetir: divulgar imagens íntimas sem consentimento é crime contra a honra. Se alguém - uma conhecida em comum, por exemplo - topar testemunhar que o sacana andou mostrando um vídeo de vocês transando, dá para levar o caso ao tribunal e conseguir uma indenização, assim como se ele postar na rede.

Alexandre Atheniense, advogado especializado em internet, cuida de pelo menos dez casos desse tipo por mês e explica por que se ouve falar pouco sobre isso: "É um assunto delicado, e a maioria das vítimas deseja apenas tentar tirar o conteúdo ofensivo do ar, o que pode ser feito rapidamente e sem nenhuma ação judicial. Mais difícil é investigar a autoria da violação e requerer punição. Poucas optam por esse processo", diz.

De qualquer maneira, o conselho dele e do delegado José Mariano é, antes de mais nada, procurar um advogado. "Para tentar minimizar os danos, exigindo dos provedores que tirem o conteúdo da rede, e orientar sobre quais outras providências tomar", orienta o dr. Mariano.

Apagado o incêndio, é hora de decidir ir ou não à Justiça. As ações possíveis são de dois tipos: penal e civil. A primeira visa responsabilizar criminalmente quem exibiu ilegalmente as imagens.

E, desde que não existam outros crimes relacionados (como ameaça), as penas mais prováveis são as alternativas (pagamento de cestas básicas, por exemplo). "Mas conseguir provas de que o e-mail com as fotografias da vítima nua foi enviado intencionalmente por um rapaz é difícil e algumas vezes não se consegue", reconhece o advogado especializado em propriedade intelectual Carlos Eduardo Aboim, do Rio de Janeiro.

Já a segunda ação requer que o responsável indenize a vítima. "Esse tipo de conduta é considerado extremamente ofensivo e imoral do ponto de vista cível", reforça o dr. Aboim. Prova disso é que, no início deste ano, um empresário mineiro foi condenado a pagar indenização de 30 mil reais por danos morais à ex-namorada, acusado de ter fotografado os dois durante uma relação sexual e divulgado na internet em vez de apagar as imagens, como prometera. Elas foram parar em sites pornográficos e em panfletos, e a moça também mudou de cidade para fugir do constrangimento.

Longe dos flashes humilhantes

Como escapar desses desclassificados capazes de seduzir com promessas de amor e depois exibir suas curvas em uma sessão de cinema X-rated? Aqui vão algumas sugestões:

Escolher território neutro

Você conheceu o cara, a química foi instantânea e querem terminar o primeiro encontro entre os lençóis. Melhor do que ir apagar todo esse fogo no território dele é procurar um ambiente neutro, como o motel. Até a sua casa é mais segura.

Manter os pés no chão

Acha que o tal é bacana, mas ainda não tem certeza? Nada de exagerar na bebida ou dormir nos braços dele. Assim, não corre o risco de ser fotografada nua na cama com a câmera do celular.

Apagar a luz

Parece bobagem, mas o escuro ajuda a impedir que câmeras comuns sejam usadas. Além disso, estranhe se ele insistir para que os amassos quentes ou a transa rolem em algum ponto específico do quarto. Por acaso tem algum computador ou armário entreaberto? Lá pode estar a câmera que vai fazer você se arrepender de ter dado bola a esse sujeito.

Namorar, namorar

"Hoje, ninguém quer perder tempo, tudo é urgente. Isso tem consequências", alerta a psicoterapeuta Rosa Avello. "É importante conhecer o caráter do rapaz para descobrir que tipo de relação ele tem em mente", diz. "Não dá para acertar o alvo com os olhos fechados."


Depoimentos de quem já se faz passar por diretor de cinema

• Flávio*, 30 anos, é moreno, alto, bonito, empresário, mora sozinho, pratica esportes... e filma as garotas que leva para casa. Ele esconde a câmera no capacete que usa para fazer ciclismo. E grava as transas sem que ninguém desconfie. Depois? Faz sessões de cineminha pornô para os amigos.

• Airton, 26 anos, é loiro, estuda cinema, divide a casa com dois amigos. Curte cachorros... e também assistir às próprias acrobacias eróticas. Ele coloca a câmera dentro do armário e aperta o rec enquanto a mulher que acabou de conquistar imagina que vai fazer amor com o homem dos seus sonhos.

• Renato, 25 anos, tem olhos claros, trabalha com informática, mora com os pais. Um de seus hobbies é levar as paqueras ao motel e fotografá-las nuas assim que pegam no sono. Depois, envia os retratos para os amigos por celular ou e-mail, mostra aos colegas mais animados do trabalho...

* Os nomes foram trocados para preservar a identidade dos entrevistados


Fonte: Revista Nova
Texto Karina Hollo e Izabel Malzoni/ Foto Karine Basilio

25 julho 2009

A Pessoa Errada


Pensando bem, em tudo o que a gente vê, e vivencia, e ouve e pensa, não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa, que se você for parar pra pensar, é na verdade, a pessoa errada.

Porque a pessoa certa faz tudo certinho: chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas. Mas nem sempre precisamos das coisas certas. Aí é a hora de procurar a pessoa errada.

A pessoa errada te faz perder a cabeça, fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor. A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar, que é para na hora que vocês se encontrarem a entrega seja muito mais verdadeira.

A pessoa errada, é na verdade, aquilo que a gente chama de pessoa certa. Essa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lagrimas. Essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma inesquecível noite de amor. Essa pessoa pode não estar 100% do tempo ao seu lado, mas vai estar toda a vida esperando você.

A pessoa errada tem que aparecer para todo mundo, porque a vida não é certa, nada aqui é certo. O certo mesmo é que temos que viver cada momento, cada segundo amando, sorrindo, chorando, pensando, agindo, querendo e conseguindo. Só assim, é possível chegar aquele momento do dia em que a gente diz: "Graças a Deus, deu tudo certo!", quando na verdade, tudo o que Ele quer é que a gente encontre a pessoa errada, para que as coisas comecem a realmente funcionar direito prá gente.

Nossa missão: Compreender o universo de cada ser humano, respeitar as diferenças, brindar as descobertas, buscar a evolução.

(Luis Fernando Veríssimo)

20 julho 2009

Poema do Amigo Aprendiz

Quero ser o teu amigo.
Nem demais e nem de menos.
Nem tão longe e nem tão perto.
Na medida mais precisa que eu puder.

Mas amar-te sem medida, e ficar na tua vida,
Da maneira mais discreta que eu souber.

Sem tirar-te a liberdade, sem jamais te sufocar.
Sem forçar tua vontade.
Sem falar, quando for hora de calar.
E sem calar, quando for hora de falar.

Nem ausente, nem presente por demais.
Simplesmente, calmamente, ser-te paz.

É bonito ser amigo, mas confesso é tão difícil aprender!
E por isso eu te suplico paciência.
Vou encher este teu rosto de lembranças,
Dá-me tempo, de acertar nossas distâncias...

(Fernando Pessoa)

15 julho 2009

Reportagem 13

Pias cheias de luxúria causam furor em cidade da China

Com formato de um bumbum feminino, peça faz sucesso em banheiro masculino de bar da cidade de Chongqing.




10 julho 2009

Reportagem 12

"Quem é que não gosta de um beijo, daqueles de tirar o fôlego e que faz o coração bater mais forte? Com certeza, esses segundinhos (ou minutinhos) arrebatadores já fizeram você esquecer o resto do mundo. O beijo, que aparenta ser um ato simples, é responsável por uma avalanche de sentimentos e reações no organismo humano. E sem essa manifestação de carinho é impossível namorar ou amar alguém de verdade".

Um pouco de história e curiosidades sobre o beijo

Não se sabe como surgiu o primeiro beijo da humanidade. As referências mais antigas aos beijos foram esculpidas por volta de 2.500 a.C. nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia.

Os romanos tinham 3 tipos de beijos: o basium, trocado entre conhecidos; o osculum, dado apenas em amigos íntimos; e o suavium, que era o beijo dos amantes.

Os imperadores romanos permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, enquanto os menos importantes tinham de beijar suas mãos. Os súditos podiam beijar apenas seus pés.

Antigamente, na Escócia, o padre beijava os lábios da noiva no final da cerimônia de casamento. Dizia-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção em forma de beijo. Depois, na festa, a noiva deveria circular entre os convidados e beijar todos os homens na boca, que em troca lhe davam algum dinheiro.

Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era um beijo do czar.

No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher que quisessem. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público naquela época era obrigado a se casar com ela imediatamente.

Beijo francês é aquele em que as línguas se entrelaçam. Também é conhecido como beijo de língua. A expressão foi criada por volta de 1920.

Na linguagem dos esquimós, a palavra que designa beijar é a mesma que serve para dizer cheirar. Por isso, no chamado "beijo de esquimó", eles esfregam os narizes. No Nordeste brasileiro, também se usa a palavra "cheiro" no lugar de "beijo".

Em 1909, um grupo de americanos que consideravam o contato dos lábios prejudicial à saúde criou a Liga Antibeijo.

Boatos no final do século XIX atribuíam à estátua do soldado italiano Guidarello Guidarelli, obra do século XVI assinada por Tullio Lombardo, o poder de arranjar casamentos fabulosos a todas as mulheres que a beijassem. Desde então, mais de 7 milhões de bocas já tocaram a escultura em Veneza.

Por causa do chefe de polícia de Tóquio, que achava o ato de beijar sujo e indecoroso, foram apagados dos filmes norte-americanos mais de 243.840 metros de cenas de beijos.
Oliver Cromwell, no século XVII, proibiu que fossem dados beijos aos domingos na Inglaterra. Os infratores eram condenados à prisão.

A biologia do beijo

Existe uma explicação científica para o beijo, que proporciona sensações tão agradáveis. Através dele, o ser humano libera seus neurotransmissores - substâncias químicas que transmitem mensagens ao corpo - provocando um estado de leveza física e emocional. Quando duas pessoas se beijam, a hipófise, o tálamo e o hipotálamo trabalham juntos na liberação dessas substâncias.

Ocorre assim a "química do beijo", que exige um preparo, um tempero entre o casal, sem os quais os neurotransmissores cerebrais não funcionam.

Quando alguém se apaixona seu organismo é atacado por varias substâncias, dentre elas a feniletilamina. Uma simples troca de olhar, um aperto de mão ou beijo apaixonado podem desencadear a produção de feniletilamina.

Há mais de 100 anos que os cientistas conhecem esta substância, mas só recentemente é que os doutores Donald F. Klein e Michael Lebowitz, do Instituto Psiquiátrico Estadual de Nova Iorque descobriram a relação entre feniletilamina e o amor. Eles sugeriram que o cérebro de uma pessoa apaixonada contém grandes quantidades de feniletilamina, e que esta substância poderia ser a responsável, em grande parte, pelas sensações e modificações fisiológicas que experimentamos quando estamos apaixonados.

A dopamina também é um importante neurotransmissor que guarda relação com a emoção amorosa. A euforia, a insônia, a perda de apetite, o pensamento obsessivo de quem ama, estão diretamente relacionados com os níveis de dopamina. A dopamina também, de alguma forma, está relacionada com as endorfinas, que são morfinas naturais fabricadas pelo cérebro. Elas são as drogas do prazer, seja ele o prazer sexual, seja o prazer da emoção amorosa.

O beijo também está relacionado com os nossos sentidos. Durante o beijo visualizamos a pessoa amada mais de perto, sentimos o seu cheiro, sentimos o seu gosto e tocamos uma das partes mais sensíveis no nosso corpo, os lábios.

Durante um beijo são mobilizados 29 músculos, sendo 17 linguais. Os batimentos cardíacos podem aumentam de 70 para 150, melhorando a oxigenação do sangue, o que mostra que o beijo tem também benefícios para o coração. Mas há um detalhe, no beijo há uma considerável troca de substâncias, 9 miligramas de água, 0,7 decigramas de albumina, 0,8 miligramas de matérias gordurosas, 0,5 miligramas de sais minerais, sem falar em outras 18 substâncias orgânicas, cerca de 250 bactérias, e uma grande quantidade de vírus.

Mas não se assuste com esses números, o beijo é ótimo. Além disso, o beijo gasta calorias. Acredita-se que um beijo caprichado consuma cerca de 12 calorias.

É verdade que tudo isso acontece, mas não podemos dizer que o amor pode ser explicado, somente, através de equações químicas e liberação de substâncias.

E o que realmente importa...

O beijo é uma das maiores manifestações de carinho, onde duas pessoas que se gostam podem expressar o mais profundo afeto. É também um termômetro do relacionamento. Não só a ausência do beijo, mas também quando o diálogo na vida a dois começa a diminuir, é sinal de que a relação está se deteriorando e precisa ser reavaliada.

O beijo é uma dança, e como, tal deve ter harmonia entre os participantes, você não pode pisar no pé do outro, os movimentos devem ser sincronizados, e quanto mais se conhece um ao outro e maior a intimidade, mais harmonia é alcançada.

Portanto, aproveite o mês dos namorados, se inspire, e demonstre o seu amor através desta que é uma das maiores manifestações de carinho, o beijo.

08 julho 2009

Reportagem 11


Ne-yo - Mad (Legendado Em Português-BR - Tradução) (Alta Qualidade) - Click here for the funniest movie of the week

Evite brigas no relacionamento
De Vanessa Mazza Furquim

Depois que a fase de lua-de-mel termina e passamos a enxergar o companheiro tal como ele realmente é, algumas manias, decisões ou mesmo posturas começam a nos irritar ou trazer descontentamento.

A grande questão é, temos que amar o outro pelo que ele é e não por aquilo que gostaríamos que fosse.Isto posto, além do bom e velho respeito, existem algumas dicas que podem nos ajudar a evitar estas discussões, muitas vezes desnecessárias.

Veja abaixo

1. Não insulte - Lembre-se que nuna discussão a única coisa que você deseja é ser compreendido, expondo um ponto de vista, isso não significa que você precise rebaixar a outra pessoa, só porque ela não concorda com você.

2. Não grite - Engana-se quem pensa que falar mais alto vai causar mais impacto ou convencer a outra pessoa daquilo que se diz. Um tom agradável é sempre mais positivo do que um estridente.

3. Não fale mal da família nem amigos dela/dele - Citar a família e os amigos como uma justificativa ou reforço daquilo que você está tentando provar pode ser considerado um "golpe baixo". Não existe a real necessidade de degradar outras pessoas para se sobressair em seus argumento.

4. Não diga: "Eu te disse" - Novamente existe aqui a questão do rebaixamento. Dizer "eu te disse" é o mesmo que "eu sou melhor que você" ou "se você fizesse as coisas do meu jeito, seria mais feliz" ou pior "você é incapaz de realizar qualquer coisa sozinho".

5. Evite comparações e referências pessoais - Muitas vezes, vendo o erro no outro, temos a tendência a citar nossas próprias experiências de vida como exemplo daquilo que se deve fazer, mas, isso causa os mesmos efeitos do item anterior.

O outro, que já está na defensiva, irá pensar que você está se gabando ou se considerando superior.

O que fazer?

Uma das coisas é entender como funciona a dinâmica homem-mulher.

Para isso, leia o artigo O Medo Feminino e a Vergonha MasculinaVanessa Mazza FurquimConsultora de Tarot & Estudiosa do I Ching, Feng Shui e Numerologia.
Meu novo site está no ar. Confira!